Secretaria amplia diagnóstico de ações em comunidades de agricultores familiares

Iniciativa beneficia produtores da baixada cuiabana e deve promover integração econômica e auxílio técnico

Cerca de 40 produtores da agricultura familiar se reuniram com representantes da Secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico na última semana. Integração econômica, regularização e inclusão em projetos governamentais, nortearam a pauta do titular da Pasta, Gilberto Gomes junto aos membros da Associação de Agriculturas e Agricultoras Familiares do Cinturão Verde, Pedra 90 e Região (AFACVR),

A ação se repetiu em outras duas localidades da Baixada Cuiabana e faz parte de um diagnóstico que vem sendo elaborado pela Secretaria. Neste contexto, a coleta de informações busca identificar as principais demandas das comunidades, para que os produtores possam ser auxiliados tecnicamente e possam também expandir sua participação em projetos do Governo Federal.

Atualmente a associação participa do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), fornecendo frutas, verduras e legumes. Gilberto explica que o grupo foi contemplado com quase R$ 1,5 milhões pelos programas. “Todos os processos, desde a produção até a regularização documental e os certames de concorrências são assistidos por técnicos da secretaria”, explicou.

Ele destaca ainda o potencial transformação e valorização da iniciativa. “Não se tem notícia de ação semelhante nos últimos 10 anos nestas comunidades. Por meio dessas iniciativas, estamos cumprindo a proposta de gestão do prefeito Emanuel Pinheiro, que tem por objetivo humanizar as ações e aproximar os cidadãos, especialmente os mais humildes, do poder público”, diz o secretário.

O associado Valdir Gonçalves da Silva conta que chegou ali em 1994 e que passou a integrar o grupo no ano passado, época de seu surgimento. De lá pra cá, muitas conquistas já se concretizaram, especialmente com o apoio da Pasta. “Estamos sempre em diálogo, repassando nossos pedidos, conhecendo projetos. Foi assim que chegamos ao PAA e PNAE. Com os recursos, investimos em irrigação e melhorias na produção.”

Os Programas

No primeiro caso, o programa compra alimentos produzidos pela agricultura familiar, com dispensa de licitação, e os destina às pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional. Também estão incluídos cidadãos atendidos pela rede socioassistencial, pelos equipamentos públicos de segurança alimentar e nutricional e pela rede pública e filantrópica de ensino.

Gerenciado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o PNAE atende os alunos da rede pública da educação básica, contribuindo para o crescimento, o desenvolvimento, a aprendizagem e o rendimento escolar, além da formação de hábitos alimentares saudáveis, por meio da oferta de refeições e de ações conscientização.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCorpo de jovem que estava desaparecido no Rio Verde é encontrado com ajuda de um sonar
Próximo artigoRoberto Castello Branco deve assumir a presidência da Petrobras

O LIVRE ADS