Saúde em coletiva

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro dará duas coletivas sobre o tema na semana que vem

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Amplamente criticado pelo provável aluguel de equipamentos para o novo Hospital e Pronto-Socorro de Cuiabá no valor de R$ 60 milhões e possível alvo de uma nova Comissão Parlamentar de Inquérito na Câmara Municipal para investigar o setor da saúde da Capital, o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) decidiu dar duas coletivas à imprensa sobre o tema na semana que vem.

A primeira será na terça-feira (19), na qual tratará apenas sobre saúde pública e as medidas que o Executivo municipal está tomando para enfrentar e avançar na solução dos problemas para população e, a segunda entrevista, na quarta-feira (20), quando falará sobre o novo Hospital e Pronto-Socorro de Cuiabá.

Em relação aos questionamentos relacionados ao aluguel dos equipamentos para o novo hospital, disse apenas que se trata de “oportunismo de alguns que desconhecem a realidade do sistema” e que tudo será explicado na semana que vem, quando, inclusive, anunciará a data de entrega da unidade.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorComo protesto, moradores pintam a rua com cores da Argentina
Próximo artigoMinistério Publico de Contas abre investigação sobre licitação de maquinários