Saúde dos bebês: Governo Federal não entrega vacina BCG e Cuiabá fica desabastecida

Por meio de ofício, o Ministério da Saúde informou que situação será regularizada em meados de setembro

(Foto: Wayne Evans / Pexels)

A partir desta terça-feira (19) o município de Cuiabá ficará sem o imunizante BCG, vacina administrada nos primeiros dias de vida do bebê e que protege contra a Tuberculose. O Ministério da Saúde encaminhou em 29 de abril o Ofício Circular nº 80/2022/SVS/MS a todos os estados brasileiros justificando a redução das remessas de vacinas BCG devido a dificuldades de aquisição.

Um novo Ofício Circular (nº110/2022/SVS/MS) foi enviado pelo Ministério da Saúde em 20 de junho, reiterando o desabastecimento e informando que a regularização na entrega das doses está prevista para meados de setembro.

Conforme orientação passada pela Rede de Frio Estadual / MT, que realiza a distribuição das vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde em Mato Grosso, não há mais estoque do imunizante para ser distribuído para a capital. A previsão era que o pequeno quantitativo restante na rede municipal durasse até esta segunda-feira (18).

Foi informado à SMS que, tão logo a situação do estoque nacional da vacina BCG seja regularizada, a Rede de Frio retomará a distribuição do imunizante, conforme a necessidade da rede municipal e um novo cronograma será divulgado.

(Com informações da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCampanha lançada
Próximo artigoEleitor já pode pedir autorização para votar em trânsito