“Sabotagem à democracia”, diz Paulo Guedes sobre menções a impeachment

O ministro Economia rebateu políticos de esquerda e afirmou que, sem justo motivo, o processo apenas sabotaria a democracia

(Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

No fim da tarde dessa terça-feira (26), o ministro da Economia Paulo Guedes criticou os parlamentares que pedem o impeachment do presidente Bolsonaro sem justo motivo. Para o ministro, as ações só enfraquecem a democracia brasileira e o país como um todo.

O ministro reforçou que essas ações acabam soando como uma tentativa de sabotagem da democracia brasileira.

“Isso é uma tentativa de descredenciamento, uma sabotagem à democracia brasileira. O presidente foi eleito com 60 milhões de votos, voto popular. Todo dia, desde o início, todo dia tem conversa. Quando um cara ganha, deixa o cara governar, vamos ajudar, vamos tentar dar certo”, disse o ministro.

Ainda na fala o ministro afirmou que já viu os mais diferentes pedidos de impeachment contra o Bolsonaro, alguns dos quais seriam totalmente fora da realidade processual.

“Primeiro é impeachment porque derrubou um passarinho, depois é impeachment porque deu um tapa na cabeça da ema; depois é impeachment porque teve um assassinato no Maranhão, depois é impeachmet porque morreu um indígena. Isso é um descredenciamento da democracia brasileira. Nós viemos aqui justamente com a convicção da forma da democracia brasileira”, concluiu o ministro.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorInstituto Chefs Especiais “invade” as redes sociais da Friboi
Próximo artigoMP quer responsabilizar quem permitiu aglomeração em velório de pastor em Cuiabá