Rompimento de barragem: sitiante diz que dano aumentou com a chuva

Diques não resistem a chuva forte do final de semana

O dique provisório construído pela Minerador VM na propriedade de Sebastião Gonçalo Pereira Leite, 65 anos, se rompeu com a primeira chuva forte no município de Nossa Senhora do Livramento (40 km de Cuiabá).

A estrutura assemelha-se a valas e tinha o objetivo de evitar que os rejeitos da mineradora se espalhassem ainda mais pelo sítio dele.

Sebastião avalia que mais de 8 hectares de pasto e vegetação nativa foram comprometidos devido à invasão da lama, incluindo nesta área duas nascentes de córregos: Mamoeiro e Brejal.

Desde que a barragem se rompeu na última terça-feira (1º), o sitiante e a família se sentem ameaçados com a possibilidade de novos incidentes ou da ampliação dos danos gerados.

Conforme dados da Agência Nacional de Mineração, a represa tem 15 metros de altura e um volume represado de 582 metros cúbicos.

A mineradora trabalha com a extração de ouro.

Intimação

O Justiça concedeu uma liminar favorável à empresa, autorizando a entrada de máquinas para realização de obras de prevenção, no domingo (6).

Segundo o advogado da empresa, Jorge Jaudy, em uma entrevista coletiva concedida na sexta-feira (4), o pedido se fez necessário porque Sebastião impediu a entrada dos técnicos.

Porém, Sebastião conta que não impediu a entrada das máquinas para os trabalhos de contenção, tanto que, quando elas entraram, nem estava em casa.

A mulher dele passou mal e precisou ser socorrida após o incidente. Ele foi levá-la ao hospital e, quando retornou, os diques já estavam construídos.

O proprietário da área confirma que foi notificado na sexta-feira pela manhã, mas mesmo com a chuva e o dano da estrutura, ninguém apareceu para fazer o reparo.

Previsão do tempo

Para os próximos dias o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) aponta a possibilidade de chuvas em até 80% para a região.

Entenda o caso

Ao lado da represa, existem vários sítios, sendo que o de Sebastião está a menos de 100 metros. A estrada por onde passam os caminhões está dentro da propriedade dele.

Na terça feira, a estrutura da barragem não resistiu e houve uma forte explosão. Em seguida, a lama escorreu com rapidez e os moradores do local saíram correndo em busca de abrigo.

Com a velocidade e a força do material, um operador de máquinas, que estava em uma retroescavadeira no pé do morro, foi arremessado a 300 metros. Outro trabalhador também ficou ferido. Ambos foram medicados no hospital e liberados.

Outro lado

A empresa VM Minerado informou, por meio da assessoria de comunicação, que já está no local fazendo o reforço dos diques.

Conforme a assessoria, em um primeiro momento foi realizado o trabalho básico na área particular, mas devido ao desentendimento entre a empresa e o proprietário da área, este trabalho não foi continuado.

Além do dique do sítio, foram realizados outros mais profundos no entorno da represas e estes teriam contido a maior parte da lama.

A VM Mineradora assegura que irá retirar toda a lama da área do sitiante, bem como promover as recuperações necessárias.

(Atualizada às 13h25)

Em contato com o LIVRE, a assessoria da VM Mineradora afirmou que a empresa já construiu um novo dique de contenção, desta vez mais alto, e monitora a situação no local.

Confira nota enviada à Redação:

Uma das ações de contingência instruídas no dia 01/10/2019 foi a construção de diques de contenção de sedimentos em toda área de jusante da barragem, com o objetivo de conter o rejeito provido do rompimento da barragem TB01.

O dique de contenção está sendo alteado e monitorado através de visitas técnicas in loco, bem como com imagens georreferenciadas diariamente, e foi identificado que a foto apresentada pelo proprietário da fazenda está defasada, mostrando que a água presente na imagem é devido a precipitação de chuva ocorrida no dia 05/10/2019 (sábado).

Hoje, no dia 07/10/2019, o dique se encontra em alteamento e processo de finalização, sendo observado em campo, através de equipe técnica, que não ocorreu extravasamento do rejeito provido da barragem.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPai é preso após filho de três anos contar ter sido estuprado por ele
Próximo artigoAgredida pelo marido, grávida reage batendo nele com uma panela

O LIVRE ADS