Rodovias: teste toxicológico para caminhoneiros começa a ser fiscalizado

Profissionais em desacordo com a exigência podem ser multados em R$1.467,35

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre

Está em andamento a fiscalização da primeira etapa da obrigatoriedade do exame toxicológico para motoristas que possuem Carteira Nacional de Habilitação nas categoriais C, D e E. Aqueles que renovaram o documento entre março e junho deste ano devem ter realizado o exame até 30 de junho e a fiscalização já foi iniciada.

O descumprimento da norma é considerado infração gravíssima de acordo com o Artigo 165-B do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e pode resultar em multa de R$1.467,35.

A Associação Brasileira das Concessionárias de Rodovias (ABCR) lembra que o exame toxicológico, capaz de detectar o uso de drogas nos últimos 90 dias, é benéfica e age diretamente na diminuição do número de acidentes.

Foto: Divulgação/Rota do Oeste

Para aumentar ainda mais a adesão ao exame, o CTB passou por alterações a respeito: o exame que antes era solicitado a cada cinco anos para caminhoneiros e profissionais do transporte, agora é solicitado a cada dois anos e meio para motoristas de até 69 anos e a cada três anos para aqueles com 70 anos ou mais.

O exame toxicológico negativo passou a ser exigência também para a renovação da CNH nas categorias C, D e E. O documento de habilitação, por sua vez, passa a valer por 10 anos a partir da próxima renovação para motoristas com menos de 50 anos, por cinco anos para motoristas que possuem entre 50 e 69 anos e por três anos para quem tem 70 anos ou mais. Antes, o vencimento da permissão para dirigir variava entre três e cinco anos.

A Concessionária Rota do Oeste acompanha de perto os integrantes que atuam como motorista e orienta a realização do exame toxicológico em laboratórios conveniados ao longo do trecho.

Em 2021, a fiscalização para verificar o cumprimento da nova legislação está sendo realiza em etapas de acordo com a data de vencimento da CNH. A partir de 1º de janeiro de 2022, a fiscalização passará a valer para todos os motoristas das categorias C, D e E, independentemente da data de renovação do documento.

Fonte: Concessionária Rota Oeste

(Com informações Rota Oeste)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEspecialista indica os melhores investimentos para quem tem mais de 60 anos
Próximo artigoPacientes relatam perda de até 50% do cabelo após se recuperarem da covid-19