Ricardo Almeida deixa o TRE

O advogado atuava na Corte eleitoral desde 2014

Foto: Alair Ribeiro/TRE-MT

A sessão plenária dessa terça-feira (9) do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) encerrou a atuação do advogado Ricardo Almeida como jurista na Corte, depois de quatro anos. Ele deixa a vaga depois de 194 sessões, 201 decisões monocráticas e 202 decisões colegiadas.

Na despedida, o jurista afirmou que se esforçou ao máximo para ver os casos de uma forma holística, uma vez que, como advogado, é acostumado a enxergá-los sob um ponto de vista. Disse ainda que, ao longo do tempo, sentiu o peso “ao decidir sobre os interesses das pessoas”.

O advogado foi cumprimentado e elogiado pela juíza Vanessa Curti Gasques e pelo presidente da Corte, desembargador Gilberto Giraldelli, além do presidente da Comissão de Direito Eleitoral da OAB-MT, Luiz Alberto Derze, representando a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MT).

A vaga de Ricardo Almeida ainda não tem dono. Na lista tríplice enviada pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), responsável pela escolha, estão concorrendo os advogados Huendel Rolim, Jackson Coutinho e Ronimárcio Naves.