Retrospectiva 2020: mobilidade, pronto-socorro e parques que “salvaram” Cuiabá

Em um ano marcado pela pandemia e o isolamento social, obras serviram ao propósito de dar mais qualidade de vida à população

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

2020 foi o ano em que a Prefeitura de Cuiabá deu ordem de serviço para aquelas que devem ser as últimas obras remanescentes do projeto 300 anos. A estimativa inicial era que todas fossem concluídas junto com o primeiro mandato de Emanuel Pinheiro (MDB). Não houve tempo hábil, mas os não conclusos estão em andamento.

Os principais investimentos foram nos setores de mobilidade e lazer, principalmente, com a construção de praças nos bairros mais afastados do centro.

Em setembro, a população pode trafegar pelo viaduto localizado na intersecção das principais avenidas dos bairros Jardim Itália e Jardim Universitário. Batizada de José Maria Barbosa – o Juca do Guaraná “Pai” -, a estrutura tem o objetivo de acabar com o congestionamento que tomava conta da região no horário de pico.

O cruzamento recebe motoristas que saem do Coxipó em direção ao Centro do CPA, por meio da avenida Edna Maria Albuquerque Affi (Av. das Torres), e também os que vêm da região Oeste para a Sul, por meio da avenida Érico Preza.

Uma obra orçada em R$ 16,3 milhões e que, segundo a prefeitura, atingirá diretamente 10 mil pessoas e, indiretamente, mais de 90 mil.

Ainda em construção

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Estava prevista para hoje, porém não aconteceu, a inauguração do viaduto que liga a avenida Beira Rio à ponte Sérgio Motta. A obra está em fase de superestrutura, conforme a prefeitura, e logo será finalizada.

Orçada em R$ 13,9 milhões, o dinheiro foi aplicado na meso e infraestrutura, que compreendem a fundação das estacas raízes, concretagem das bases, levantamento dos pilares de sustentação e dos pórticos.

“Também já foram instaladas vigas de concreto e realizado trabalho de construção da pré-laje e a armação das ferragens para concretagem das lajes”, explicou a secretária de Obras Públicas, Silvia Andreato.

Neste momento, as equipes atuam no trabalho de construção da rede de drenagem e ainda do muro em escama de terra armada, que faz a ligação entre a avenida e o viaduto. Finalizando esse procedimento, o trabalho deve se concentrar na pavimentação da pista de rolamento do viaduto, instalação da iluminação de LED e outros serviços complementares.

Contorno Leste

Foto: (Luiz Alves/Prefeitura de Cuiabá)

A avenida Contorno Leste teve suas obras lançada oficialmente no dia 1º de agosto, pelo prefeito Emanuel Pinheiro. O novo corredor comercial beneficiará cerca de 200 mil pessoas, de mais de 50 bairros da Capital.

Será a maior obra estruturante de Cuiabá, com 17,3km de extensão até a ligação com a Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251).

Avenida contará com todos os componentes de uma grande estrutura de mobilidade urbana. Conforme o projeto, a via terá pista dupla, cada uma delas constituídas por duas faixas de rolamento, de 3,60 metros, e acostamento.

Também consta no projeto ciclovia em todo o seu prolongamento, calçada e canteiro central. Além disso, em pontos estratégicos, serão construídas ao menos 13 rotatórias e duas pontes sobre o Rio Coxipó.

Na construção, será investido R$ 125 milhões, oriundos de uma operação de crédito formalizada com a Caixa Econômica Federal (CEF).

Parques

Os parques da Família e das Nascentes foram entregues para a população no ano passado, em datas próximas ao aniversário da cidade, 8 de abril. O primeiro fica no bairro Terra Nova e  segundo no bairro Morada do Ouro.

Ambos contam com uma estrutura parecida. Possuem trilhas internas para caminhada, iluminação com lâmpadas LED, bancos e lixeiras, academias ao ar livre, chafariz interativo, pergolados e playground.

Também fazem parte do complexo um grande lago de contemplação e um espaço especial para pets, denominado “ParCão”.

Além disso, conforme a prefeitura, foram entregues cerca de 100 praças, em todas as regiões da cidade, democratizando o acesso às áreas de lazer.

Pronto-socorro

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

O Hospital Municipal de Cuiabá – HMC Dr. Leony Palma de Carvalho  foi inaugurado em dezembro de 2018 e é considerado pela prefeitura um dos mais importantes investimentos da gestão.

Com a pandemia de covid-19, a obra se tornou ainda mais emblemática em 2020, pois possibilitou que o prédio antigo servisse como hospital exclusivo para os pacientes do novo coronavírus.

A nova unidade possui 315 leitos, sendo 178 de adultos, 20 leitos no Centro de Tratamento de Queimados, 60 de UTI, 38 de Emergência, seis salas de cirurgia e 13 leitos RPA (recuperação pós-anestesia), além do ambulatório com mais de 13 das especialidades médicas mais procuradas pela Central de Regulação, exames como ultrassonografia, endoscopia, colonoscopia e radiografia e parque tecnológicos com equipamentos de última geração.

Entre os serviços prestados está o Espaço de Acolhimento da Mulher vítima de violência doméstica, aberto 24 horas por dia e com equipe multidisciplinar, composta por 12 profissionais, entre psicólogas, assistentes sociais, médicos, enfermeiros e suporte jurídico.

Espaço conta ainda com a sala do aconchego, sala de acolhimento infantil, recepção e banheiro

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. Afff tô passada com essa homenagem do viaduto. Queria saber o que de tão importante esse senhor(morto) fez por Cuiabá p receber tal honraria…q eu sabe nada! Tanta gente que fez muito e muito mesmo n recebe sequer um cartão de obrigado…Brasil país do tudo pode p quem n merece!

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFestas de Ano Novo: Cuiabá terá Disque Silêncio para fiscalizar aglomerações
Próximo artigoLei seca: prisões por embriaguez ao volante caem 19% em MT