Renivaldo articula candidatura única à presidência da Câmara

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Pré-candidato à presidência da Câmara Municipal de Cuiabá, o vereador Renivaldo Nascimento (PSDB) afirmou, em evento do governo do Estado na manhã desta quinta-feira (12), que está trabalhando para garantir uma candidatura única, mas que não abrirá mão da disputa caso outros parlamentares estejam na disputa interna, que será realizada em agosto.

Para garantir a unidade dos vereadores em prol de sua candidatura, no entanto, é necessário, primeiro, pôr um fim à crise que surgiu entre os parlamentares, com a instauração da “CPI do Paletó”, que tem por objetivo investigar o suposto recebimento de propina por parte do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) e está suspensa por decisão judicial.

“Independente do próximo presidente, precisamos apaziguar agora. O problema não é nosso. Não temos competência para julgar ato de deputado, ex-deputado, empresário ou governador. Temos limitações para agir e precisamos entender que somos representantes da população cuiabana, o respeito tem que existir”, ressaltou o tucano, que é vice-presidente da Mesa.

Para Renivaldo, está faltando cada vereador fazer mea-culpa. “Estamos buscando melhorar a convivência e a relação entre os vereadores, inclusive os debates no plenário, que não podem ser pessoais e sim de ideias, mas está faltando os 25 vereadores sentarem e conversar. Somos todos homens, precisamos assumir onde erramos e olhar para frente”,

Quanto à possibilidade do atual presidente, vereador Justino Malheiros (PV), disputar a reeleição, o vereador ponderou que existe impedimento regimental e que é contra qualquer mudança no Regimento Interno no calor de uma disputa eleitoral. Nos bastidores, ventila-se uma pretensa candidatura de Malheiros, entretanto, atualmente o Regimento Interno da Câmara permite reeleição somente no caso do mandato anterior ser “tampão”.

O vereador Misael Galvão (PSB) também pôs seu nome à disposição para concorrer à presidência, contudo, garantiu que não entrará na disputa para dividir os vereadores. “Não somos da divisão, mas sim da construção e consolidação. No momento, estamos construindo meu nome para a vitória”. O parlamentar considera prematura a discussão sobre alteração no regimento nesse momento.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJuíza determina que empresa dos irmãos Batista forneça gás a MT
Próximo artigoCantor faz campanha para encontrar instrumentos roubados em Cuiabá