Remake de O Homem Invisível será sobre relacionamento abusivo

Um indivíduo tóxico

O Homem Invisível é um dos maiores clássicos do terror da Universal, o estúdio dos monstros que aterrorizaram muita gente nos anos 1930.

Com a ideia de reformular um universo compartilhado com as principais criaturas do rol de personagens fantásticos da Universal, o novo filme O Homem Invisível trará uma temática bastante atual em diversas discussões: relacionamentos abusivos.

E a produção vai contar com a presença de Elizabeth Moss no elenco.

O site Collider conseguiu a sinopse do filme. Confira:

“O filme centra-se em Cecília Kass (Moss), uma mulher presa em uma relacionamento violento e controlador com um cientista brilhante e rico.  Ela escapa na calada da noite e desaparece, escondida, ajudada por sua irmã (Harriet Dyer), seu amigo de infância (Aldis Hodge) e sua filha adolescente (Storm Reid). Mas quando ex abusivo de Cecília (Oliver Jackson-Cohen) comete suicídio e deixa uma porção generosa de sua vasta fortuna, Cecília suspeita que sua morte tenha sido uma farsa. Enquanto uma série de coincidências estranhas se tornam letais, ameaçando a vida daqueles que ela ama, a sanidade de Cecília começa a se desfazer, enquanto ela tenta desesperadamente provar que está sendo caçado por alguém que ninguém consegue ver.”

O Homem Invisível tem estreia marcada para 13 de março de 2020 nos EUA.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorNem só de carne: churrasqueiros fazem fama do Festival Braseiro
Próximo artigo12º Congresso Brasileiro do Algodão surpreende pelo tamanho e inovações

O LIVRE ADS