Rejeição de presidente da Argentina passa de 55%

Com a rejeição, o socialista é considerado um dos mais impopulares presidentes da história da Argentina

De acordo com dados divulgados pelo Instituto Zuban Córdoba, durante o fim de semana, a desaprovação do presidente da Argentina, Alberto Fernández, já é considerada histórica.

Até o mês passado, a imagem negativa do peronista registrou 55,8%, uma das maiores rejeições a um presidente argentino.

Queda da popularidade

Um ano atrás, em maio de 2020, o socialista gozava do apoio de 84,5% dos argentinos e tinha a reprovação de apenas 12% da população argentina.

Entretanto, após o retorno da inflação e o aumento do desemprego, a popularidade do argentino derreteu.

Possível derrota da esquerda

Ainda segundo a pesquisa, uma possível derrota para a esquerda argentina pode estar próxima. Este ano haverá eleições legislativas, com a finalidade de renovar o Congresso Nacional, e apenas 33% dos argentinos disseram que vão votar em candidatos socialistas.

A maioria da população, 51%, demonstrou preferência por candidatos de direita, em especial os apoiados pelo ex-presidente Maurício Macri.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorProfessora é estuprada durante roubo em Várzea Grande
Próximo artigoBitcoin é seguro?