Redução do parque Ricardo Franco: Dal Bosco diz que pedirá a retirada do projeto de pauta

Deputado acredita que é melhor dialogar do que enfrentar a decisão do TJ, que é contrária ao texto

Cânion da Jatobá, Parque Ricardo Franco - Foto: Luzia Abich/Amigos de Trilha

O líder do governo, deputado estadual Dilmar Dal Bosco (União Brasil) vai pedir a retirada de pauta do decreto legislativo que extingue o status de parque ambiental da Serra Ricardo Franco.

Ele defende uma reavaliação técnica da demarcação da área para manter a reserva e, ao mesmo tempo, liberar os produtores rurais no local a investir no agronegócio.

“Já tem uma decisão do Tribunal de Justiça que torna a extinção ilegal, então, é melhor fazermos um diálogo para rever o que está previsto no decreto [do governo de 1992]”, disse.

Uma hipótese seria redimensionar cerca de 24% da área hoje como parte da reserva, onde produtores estão assentados. Esse pedaço seria transferido para outra área com bioma semelhante.

Segundo Dal Bosco, as alterações, consequentemente, também retiraria a obrigação do estado de indenizar os produtores  assentados, o que não teria previsão de caixa.

A deputada estadual Janaína Riva (MDB) estima gasto de R$ 1 bilhão para pagar as indenizações. A parlamentar deve recolocar na pauta de hoje a votação do decreto legislativo. O trâmite estava parado desde 2017.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCabo de guerra
Próximo artigoMáscaras em aeroportos internacionais