Redação nota mil: saiba o que escreveu um dos 53 que tiveram pontuação máxima no Enem

O tema era a democratização do cinema no Brasil, uma realidade distante de muitos estudantes

(Foto: Imaginie)

Dos cerca de quatro milhões de inscritos, só 53 obtiveram a nota máxima na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019. O resultado foi divulgado nesta sexta-feira (17).

O tema da redação era a “democratização do acesso ao cinema no Brasil”. E entre os estudantes que conseguiram a nota máxima, o paraense Vinícius Adriano Amaral defendeu ingressos mais baratos e mais incentivo por parte do poder público.

“Aqui em Belém, eu frequento o Cine Líbero Luxardo. Eu usei esse projeto do Governo do Pará como exemplo do que o governo está fazendo para mudar a realidade da falta de democratização”, ele contou à Agência Brasil.

Para muitos estudantes mato-grossenses, a tarefa não foi fácil. Dentre os 141 municípios do Estado, apenas 10 têm salas comerciais de exibição. Ao todo, são 13 complexos e 54 salas.

E, sem vivenciar a magia da sétima arte e compreender sua importância social, muitos se angustiaram com a proposta.

LEIA TAMBÉM

O cinema citado pelo estudante “nota 1.000” do Pará é um dos “não convencionais” do país. Vinculado à Fundação Cultural do Estado do Pará, ele foi fundado em 1986 para valorizar o cinema e a arte de rua em Belém. Tem ingressos a R$ 12 a inteira.

A redação

Para falar sobre o tema da redação, Vinícius Adriano citou não apenas o cinema que frequenta. Também, o livro “Ensaio sobre a cegueira”, de José Saramago, que trata de uma epidemia que deixa cegos os habitantes de uma cidade.

Ele comparou a cegueira retratada no livro à falta de sensibilidade às dificuldades no acesso à cultura no país. “Há uma falta de mobilização da população em relação à democratização”, disse.

Outra obra citada pelo estudante foi “A Invenção de Hugo Cabret”, de Martin Scorsese, que mostra um garoto pobre, que vive em uma estação de trem em Paris, que acaba tendo acesso ao cinema de forma inusitada.

“Muita gente acha que tem que usar um repertório de filosofia e outros eruditos. Às vezes, o diferencial é trazer um filme, um projeto local ou uma citação literária. Isso ajuda a mostrar que se tem conhecimento em várias áreas”, ele deu a dica para os próximos exames.

(Com informações da Agência Brasil)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRobert Downey Jr. fala sobre a presença (ou não) de Tony Stark em Viúva Negra
Próximo artigoPolícia Civil trabalha com a hipótese de sabotagem à cervejaria Backer

O LIVRE ADS