Ranking político: Selma e Emanuelzinho caem na lista dos melhores de MT

No geral, parlamentares mato-grossenses ainda estão longe dos primeiros colocados do país

A nova classificação do site Ranking dos Políticos – que leva em consideração a atuação dos representantes dos brasileiros – mostra uma queda na avaliação da senadora Selma Arruda (PSL) e do deputado federal Emanuel Pinheiro Neto (PTB).

Respectivamente nos primeiros lugares na avaliação anterior, entre os membros da bancada de Mato Grosso, Selma agora está na oitava colocação, enquanto Emanuelzinho caiu para a quarta.

De outro lado, o site aponta a ascensão dos deputados federais Leonardo Albuquerque (SDD) e José Medeiros (PODE). Mas os mato-grossenses ainda estão longe dos primeiros colocados, se for levado em consideração os políticos de todo país.

O ranking leva em conta os privilégios dos parlamentares, sua formação, presença em sessões, processos judiciais, seus posicionamentos no Congresso Nacional [proposições e votações], se eles abrem mão de aposentadoria especial e, ainda, a permanência no mesmo partido.

Carlos Bezerra (MDB) e Rosa Neide Sandes (PT) ocupam as últimas posições de Mato Grosso. Ambos receberam pontuação negativa pelos critérios do site.

Na qualidade legislativa, contaram pontos a votação da permanência do Coaf no Ministério da Justiça; sobre a idade de aposentadoria para professores e policiais federais; possibilidade de capital estrangeiro nas companhias aéreas; possibilidade de devolução do dinheiro do fundo partidário; reforma da Previdência; obrigação de venda de sapato avulso; requerimento que derrubava decreto do sigilo dos dados; criação do cadastro positivo e votações nominais.

Leia também

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEm dia de muitas medalhas no Pan, taekwondo brasileiro faz história
Próximo artigoChacina: atiradores deixam duas pessoas mortas e duas feridas

O LIVRE ADS