R$ 1,5 bilhão em tributos

Esse é o total que os mato-grossense já pagaram em apenas 11 dias de 2022, segundo a Fecomércio

(Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil)

Em apenas 11 dias de 2022, o estado de Mato Grosso deve alcançar o montante de R$ 1.553 bilhão pagos em tributos pela população aos cofres públicos. O valor atual é 11,5% maior do que o registado no mesmo período do ano passado, quando somou R$ 1,393 bilhão. O total refere-se a impostos, taxas e contribuições cobrados pelos municípios, estado e União, e pode ser visto, em tempo real, no telão da Fecomércio-MT, localizado na avenida Historiador Rubens de Mendonça (CPA).

“O Brasil possui uma das mais altas cargas tributárias do mundo e isso faz com que o brasileiro trabalhe cinco meses para pagar esses tributos. Precisamos de uma reforma tributária que reorganize essa pauta, pois além de ser um peso para o cidadão e para as empresas, o país deixa de receber investimentos devido a esse cenário que compõe o chamado ‘custo Brasil’”, afirma o presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior.

O setor de comércio e serviços, por exemplo, foi responsável por mais da metade (58%) de todo o ICMS recolhido entre janeiro a outubro de 2021, segundo Boletim da Receita Pública, divulgado pela Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-MT). Nesses meses, somente em ICMS foi arrecadado 38,1% a mais do que o recolhido no mesmo período do ano anterior, contabilizando R$ 15.490 bilhões.

Entretanto, o presidente da federação lembra da recente medida do governo do estado em reduzir o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em 2022 sobre a energia elétrica, comunicação, gás industrial, diesel e gasolina. “O pacote de redução de impostos deverá impactar diretamente no bolso do cidadão e deverá ser sentido pelos mato-grossenses no decorrer do ano. A economia estimada pelo governo é de R$ 1,2 bilhão para a população e para empresas do estado”.

Além de divulgar o valor pago em tributos pela população mato-grossense, o Impostômetro traz informações sobre questões tributárias do estado e do país.

(Da Assessria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHomem invade casa, sufoca mulher com travesseiro e a estupra
Próximo artigoTroca de secretários