Lojistas de MT vendem produtos sem impostos nesta quinta-feira

Participam da ação lojas de Cuiabá, Várzea Grande, Sinop e Rondonópolis; veja lista

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Mais de 100 empresas mato-grossenses venderão diversos produtos e serviços sem taxa de impostos nesta quinta-feira (30). Trata-se do “Dia Livre de Impostos”, iniciativa nacional que, em Mato Grosso, recebe a adesão da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL).

Além de lojas de Cuiabá e Várzea Grande, participam da ação empresários de Sinop e Rondonópolis.

Apesar de ser considerado um dia atrativo para o consumidor pelos preços mais baixos do que o comum, o presidente da CDL Cuiabá, Nelson Soares, destacou que a intenção não é o lucro, mas chamar a atenção para a alta carga tributária vigente no país.

“Reforçamos que o objetivo não é vender mais ou menos neste dia. Não é um dia de promoção, mas de conscientização, de forma simbólica, em que retrataremos, através de algumas vendas, o impacto da alta carga tributária em nossas vidas”, pontuou Soares.

Ainda de acordo com o dirigente, toda vez que um determinado imposto, tributo ou taxa aumenta, o valor é repassado para o preço de venda, ou seja, o consumo da população é afetado, o que prejudica não só os próprios consumidores, mas o comércio como um todo.

Custo benefício

Segundo a Confederação Nacional das Câmaras de Dirigentes Lojistas (CNDL), em um ranking de 30 países, o Brasil é o 14º que mais arrecada imposto e está em último como país que melhor retorna o dinheiro para a população.

“É um absurdo no nosso país termos que trabalhar em média 153 dias (5 meses) durante o ano só para pagarmos impostos. Estamos em um período que precisamos gerar empregos e assim movimentarmos a economia, por isso, precisamos conscientizar a população sobre o quanto representa essa carga tributária que, em alguns produtos, passa de 58%, como é caso dos produtos de maquiagens, ou de 43% nos eletrônicos”, afirmou o superintendente da CDL Cuiabá, Fábio Granja.

A relação com as lojas participantes pode ser consultada clicando aqui.

(Com assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHomens de Arcanjo teriam dito que “Mato Grosso tem dono” a rival sequestrado
Próximo artigoRealidades do sistema educacional brasileiro (Parte II)