Queimadas: Governo de MT decreta situação de emergência

Instituto Nacional de Meteorologia aponta que não há previsão de chuvas pelo menos nos próximos 20 dias

(Foto: CBM-MT)

Governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM) decretou situação de emergência no Estado por conta dos incêndios florestais.

O decreto, assinado na segunda-feira (9) aponta o aumento no número de queimadas e a condição climática, que propicia a propagação do fogo.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, não há previsão de chuvas para Mato Grosso, pelo menos, nos próximos 20 dias.

Leia também

Com o decreto, o governo está autorizado a adotar ações necessárias – inclusive a aquisição de bens e materiais sem licitação – à prevenção e combate aos incêndios e à manutenção dos serviços públicos nas áreas atingidas pelas queimadas.

O decreto tem duração de 60 dias e poderá ser prorrogado por igual período.

230% a mais

De acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Mato Grosso registrou 8.030 focos de calor em agosto deste ano. Um crescimento de 230% em relação ao mesmo período de 2018.

A situação é agravada pelo período de estiagem. Há quatro meses não chove em diversas regiões, como é o caso do Vale do Rio Cuiabá.

Somado a isso, há o registro de baixa umidade relativa do ar no período, variando entre 7% e 20%, situação que é considerada crítica e que aumenta o risco de incêndios florestais, danos a saúde, sobretudo de jovens e idosos.

(Com assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS