|terça, 21 agosto 2018

    Quebra da safra argentina gera prejuízo de US$8 bi e ajuda Brasil

    9
    COMPARTILHECOMPARTILHE

    Ednilson Aguiar/O Livre

    Soja Pará

    Prejuízo deve chegar a US$ 8 bilhões para os produtores argentinos devido a estiagem e quebra de safra

    A maior seca em décadas na Argentina abre um mercado de 10 milhões de toneladas de soja para os demais competidores, entre eles o Brasil. O país vizinho é o terceiro maior exportador mundial de soja e milho e, segundo a Confederação Rural Argentina (CRA), terá uma perda econômica de US$ 8 bilhões com a seca.

    Os problemas com estiagem começaram em novembro do ano passado, mas ficaram mais evidentes a partir de fevereiro. Em algumas zonas, o volume de chuvas já chega a ser 87,5% mais baixo do que a média histórica. Na região conhecida como “pampa úmido”, uma das mais férteis do país, a seca é a pior dos últimos 44 anos, segundo o jornal La Nación.

    Na semana passada, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) revisou as estimativas para a produção argentina de soja, a 47 milhões de toneladas. No último levantamento, feito em fevereiro, a projeção era de 54 milhões de toneladas.

    A Bolsa de Cereais de Buenos Aires é mais pessimista: espera uma colheita de 42 milhões de toneladas, 2 milhões a menos que no levantamento anterior, feito há duas semana. O número também está 12 milhões de toneladas abaixo do previsto no começo da temporada e é 15,5 milhões inferior ao total colhido em 2016/17.

    A Bolsa não descarta a possibilidade de novas revisões para baixo. Só nas lavouras de soja, o recuo nas projeções de área cultivada nesta temporada já passa de 700 mil hectares. Ou seja, com menor produção na Argentina, a tendência de alta de preços globais se acentua, favorecendo a cadeia exportadora de soja brasileira.

    Diante desse cenário, a Confederação Rural Argentina pediu que o governo federal socorra os produtores do país. “A CRA vê a necessidade de que o governo destine fundos de assistência extraordinária para diminuir as perdas econômicas”, publicou a entidade em nota.

    Os produtores argentinos não esperavam uma perda tão grande este ano. Pelo contrário. Os cortes nos impostos de exportação de commodities agrícolas aplicados pelo presidente da Argentina, Maurício Macri, assim que ele assumiu, geraram a expectativa de que os agricultores do país ganhariam participação de mercado durante a safra 2017/18. Isso fez com que eles ampliassem as áreas de plantio de grãos.

    Brasileiros
    Segundo especialistas em comércio exterior, a quebra de safra na Argentina não só vem permitindo preços mais altos de produtos como soja e milho, como abriu um grande espaço a ser preenchido pelos produtores brasileiros, principalmente no primeiro semestre, antes de os Estados Unidos – os maiores exportadores desses grãos – começarem a escoar sua produção no mercado internacional.

    Junto com estimativas de uma produtividade das lavouras de soja melhor do que se esperava no início do ano, o quadro favorável ao Brasil na competição internacional deve ajudar a anular o efeito do encolhimento da safra agrícola total, que, até poucos meses atrás, despertava expectativas de menor protagonismo da agricultura no desempenho da balança comercial brasileira.

    (Com Agência Estado)

    Deixe um comentário

    Please enter your name here
    Please enter your comment!

    DESTAQUES

    Bairro Cuiabá História Municípios Policia
    Polícia Civil prende filho acusado de matar pai por esganadura em Confresa
    Ex-prefeito, pai de brasileira morta chega ao Paraguai e nega prisão de suspeito
    Marido mata homem porque ele olhou sua mulher dançar em festa de aniversário
    Assembléia Legislativa Câmara Municipal Eleições 2018 Governo Judiciário Partidos Prefeitura
    Arquiteta teria fugido por acreditar que acidente se tratava de assalto, dizem testemunhas
    Ritmo de campanha: Taques cola em Dante, Mauro em Blairo e Wellington no verde; ouça jingles
    Janaina Riva aposta em segundo turno entre Wellington e Mendes
    Agricultura Agropecuária Economia Agrícola Indicadores Agrícolas Pecuária Tecnologia Agrícola
    Cinco unidades do Indea são revitalizadas com recursos de Fundos
    Soja tem cenário promissor e área plantada deve crescer
    Setor de couro quer melhorar qualidade e aumentar exportações
    Artes Cênicas Artes Plásticas Artesanato Cinema Comportamento Cultura Popular Gastronomia LIteratura Música
    Sesc Arsenal oferta minicurso sobre adaptação literária em multimídia neste sábado
    Evento circense reúne artistas da América Latina em Cuiabá com apresentações ao público
    Fotógrafos profissionais e amadores terão consultorias gratuitas nesta semana
    Corrupção Economia Eleições Estados Política
    Comitê para Migrações repudia agressões a venezuelanos
    Pesquisa da CNI mostra melhora na confiança dos empresários
    Temer e ministros discutem situação de venezuelanos em Roraima
    Concurso Dicas Estágio Vagas de Emprego no Mato Grosso
    Começam inscrições para concurso docente da UFMT
    Por R$ 23 mil, Tribunal de Justiça de Mato Grosso lança concurso para magistratura
    Sejudh abre concurso para agentes penitenciários com salários de até R$ 3 mil
    X