Quase 10 milhões de árvores foram derrubadas sem autorização em MT

Dados do ISA apontam que, em janeiro e fevereiro, quase 90% da floresta derrubada não teve autorização

(Foto: ISA/Divulgação)

Entre janeiro e fevereiro deste ano, 84% da floresta derrubada na porção mato-grossense da bacia do Xingu não teve autorização. Nos primeiros meses, foram quase 10 milhões de árvores derrubadas de forma ilegal.

Em relação a novembro e dezembro de 2019, o aumento é de 75% nos números. Foram mais de 8 mil hectares desmatados.Os dados são do Instituto Sociambiental (ISA).

Dos 10 municípios com o maior percentual de desmatamento, seis ficam em Mato Grosso.

Em União do Sul, município mais desmatado no período, 98% da área total derrubada não possui autorização.

O alto índice é resultado, principalmente, do desmatamento de três grandes áreas que sozinhas somam mais de 3.150 hectares. O município fica concentra cerca de 3 mil nascentes de rios que deságuam no Xingu.

LEIA TAMBÉM

Já em Gaúcha do Norte e Paranatinga a taxa sobe para 100%. Algumas das áreas desmatadas ilegalmente nos três municípios estão muito próximas dos limites do Território Indígena do Xingu.

As informações oficiais de autorização de desmate foram disponibilizados pela Secretaria do Meio Ambiente do Mato Grosso (SEMA-MT).

As áreas desmatadas detectadas pelo monitoramento e que não coincidiram com nenhuma autorização em vigência são consideradas ilegais.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSemob notifica 624 pessoas com veículos parados em pátio
Próximo artigoHarmonização facial está à frente da beleza e clínicas reforçam a segurança biológica