Pura formalidade?

Na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, ao que tudo indica, só mudaram os cargos

(Foto: Fablício Rodrigues / ALMT)

O deputado estadual Max Russi (PSB) foi eleito presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso sem antes ter uma conversa formal sobre o assunto com o governador Mauro Mendes (DEM).  

A formação da chapa foi informada ao governador pelo ex-presidente – hoje primeiro secretário -, deputado Eduardo Botelho (DEM), e pelo líder do governo e vice-presidente, Dilmar Dal Bosco (DEM) – já tradicionais interlocutores entre os Poderes. 

As conversas – não tão de bastidores assim – indicam, aliás, que a troca de cargos entre os membros da Mesa Diretora foi mesmo apenas para atender à ordem do Supremo Tribunal Federal (STF).

Botelho deve continuar dando o tom da administração da Assembleia Legislativa. Em entrevista, antes e depois da eleição, o próprio Max Russi afirmou que dará continuidade ao modelo, “muito austero e que ajudou a Casa a economizar mais de R$ 100 milhões”. 

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMédico é acusado de assédio sexual a paciente durante consulta
Próximo artigoHomem pego com 192 tabletes de drogas queria passar por “mula” para conseguir habeas corpus