Projeto quer regular uso da ayahuasca e reconhecer o Santo Daime

Ideia é que a ingestão do chá seja permitida em todo território nacional. Em Cuiabá, os adeptos comemoram

Um projeto de lei que tramita na Câmara dos Deputados, em Brasília, quer regular o uso do chá de ayahuasca e reconhcer o Santo Daime como entidade religiosa. A proposta é da deputada Jéssica Sales (MDB-AC).

Em Cuiabá, os adeptos comemoram.

“É um ponto favorável porque vai dar mais segurança para as pessoas que estão à frente dos trabalhos. As pessoas também vão saber que se trata de algo com muita seriedade e critério”, diz Vagner Bispo Dutra, que faz uso do chá.

Cerca de cinco grupos se reúnem para os cultos e rituais na capital.

A ideia é que a ingestão do chá seja permitida em todo território nacional, nos locais previamente autorizados. A proposta também libera o uso por menores de 18 anos, desde que haja autorização de pais ou responsáveis.

Em contrapartida, as entidades que utilizam a ayahuasca deverão:

  • manter ficha cadastral com dados dos seus membros;
  • informar sobre os princípios do ritual ou culto, horários, normas;
  • informar sobre os possíveis efeitos a respeito da ingestão da ayahuasca.

O projeto tramita em caráter conclusivo – quando não tem necessidade de passar pelo plenário da Câmara.

(Foto: Reprodução)

O chá

O chá é feito a partir do cozimento do cipó Mariri (Banisteriopsis caapi) e da folha da Chacrona (Psychotria viridis), plantas nativas da bacia Amazônica.

A bebida é classificada por pesquisadores como um enteógeno, ou seja, uma bebida capaz de “gerar uma experiência divina”.

Na atualidade, o chá Ayahuasca é utilizado pelas populações indígenas amazônicas em práticas religiosas, para o contato com o mundo espiritual e para cura de diversos males.

Há o registro do seu uso por pelo menos 72 etnias indígenas na Amazônia, em países como Brasil, Peru, Equador, Colômbia e Bolívia.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMenina de oito anos morre ao ser atingida na cabeça por tora de madeira
Próximo artigoCoronel para Misael