Projeto quer incluir segmento óptico em lista de serviços essenciais

Proposta já foi aprovada pelos deputados estaduais e segue para sanção do governador

Foto: Ednilson Aguiar/O Livre

Um projeto de lei quer incluir o segmento óptico na lista de serviços essenciais autorizados a funcionar em Mato Grosso. A proposta já foi aprovado pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) na quarta-feira (14.

O projeto é de autoria da deputada estadual Janaina Riva (MDB). Na justificativa, ela explica que os varejos óticos atendem emergências de usuários de óculos de altas correções.

“Sem os óculos, a pessoa fica totalmente privada de suas atividades diárias, sem contar que podem ter quedas domésticas e acidentes de trânsito, principalmente para idosos”, justifica.

LEIA TAMBÉM

Em ofício ao governo, a Fecomércio-MT reforçou a necessidade da inclusão. “O fechamento de estabelecimentos ópticos pode gerar sérias complicações e dificuldades à população, incluindo os profissionais que são fundamentais para o enfrentamento da crise”, explica a entidade.

Para entrar em vigor, a lei precisa ser sancionada pelo governador.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBolsonaro critica presidente da Argentina por imposição de novo toque de recolher
Próximo artigoSTF forma maioria para anular condenações de Lula na Lava Jato