Professores da UFMT vão aderir a greve nacional no dia 13

Ato em Cuiabá reunirá estudantes e professores a partir das 14h, na Praça Alencastro

Assessoria

Os professores da UFMT decidiram aderir ao movimento nacional e paralisar as atividades na próxima terça-feira (13). Estudantes e professores voltam às ruas para manifestar descontentamento com a reforma da previdência e para defender a educação pública no país e os profissionais. Novo ato está marcado para o período da tarde, às 14h, na Praça Alencastro.

A decisão de aderir ao movimento nacional foi tomada nesta terça-feira (06). Segundo a categoria, dessa forma, professores estão contribuindo para defender o direito de todos ao ensino público, gratuito e de qualidade.

Uma reunião nesta quinta-feira (08), às 17h30, na Adufmat, definirá quais será o cronograma de atividades até o dia da greve nacional. Segundo os organizadores, a ideia é convocar alunos e distribuir material gráfico, como panfletos e adesivos.

Ato Praça Alencastro

Para a terça, além da paralisação de todas as atividades, os docentes aprovaram a realização de uma oficina de cartazes na praça em frente ao Restaurante Universitário, a partir das 11h30.

De lá, os manifestantes sairão em carreata até a Praça Alencastro, onde será ocorre o ato unificado da greve nacional, às 14 horas. O sindicato disponibilizará ônibus aos interessados em participar.

(Com assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBrit Marling desabafa sobre o fim da série The OA
Próximo artigoMecânico é acusado de estuprar menina de três anos, neta de sua namorada