Professora é estuprada durante roubo em Várzea Grande

Vitima teve R$ 815 passados em seu cartão e acredita que só não teve carro levado porque ele é automático

jovem
Imagem ilustrativa

Uma professora de 45 anos foi vítima de um assalto nesse sábado (12) no Bairro Imperador, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), teve R$ 815 roubados e foi vítima de abuso sexual enquanto estava refém dos bandidos.

Segundo relato da vítima, ela estava saindo do salão de beleza quando foi abordada por dois ladrões em uma motocicleta, que, armados, falaram para ela entregar a bolsa.

A professora, no entanto, estava sem bolsa, então um deles entrou no veículo e a mandou dirigir até um caixa eletrônico do banco dela.

Porém, ao chegar no caixa, a vítima não conseguir sacar dinheiro por não se lembrar a senha de letras. Os bandidos, então, a levaram para a região do Zero KM, no Bairro Jardim Potiguar, sendo que o ladrão na motocicleta acompanhava o carro a todo momento.

Em determinado momento, o criminoso que estava no carro abusou sexualmente da vítima enquanto o comparsa ia até um estabelecimento passar o cartão dela.

Nesse primeiro local ele passou R$ 123. Depois ele fez duas compras de R$ 300 e R$ 392, totalizando R$ 815 de gastos. A vítima disse à polícia que suspeita que os ladrões só não levaram seu carro porque ele é automático.

Eles a libertaram em uma rua sem saída e ela conseguiu dirigir até sua casa. O caso foi registrado como roubo e estupro.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMT recebeu R$ 3,54 bilhões do governo federal para o combate à covid
Próximo artigoRejeição de presidente da Argentina passa de 55%