Presidente da FPA pede redução de 50% das verbas indenizatórias e de até 20% dos salários

Ficam de fora servidores que têm ligação direta no combate ao novo coronavírus

O deputado federal e presidente da Frente Parlamentar da Agropecucária (FPA), Alceu Moreira (MDB-RS), enviou nessa segunda-feira (23) ao presidente Jair Bolsonaro e ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-AP), a sugestão de “um acordo nacional entre Poderes” visando o combate ao novo coronavírus no país.

No documento, enviado pelo líder dos ruralistas em Brasília, é sugerida a redução de 50% das verbas indenizatórias da Câmara dos Deputados por 90 dias e a redução de salários de parlamentares, ministros, magistrados e servidores.

Ficam de fora aqueles servidores que têm ligação direta no combate ao novo coronavírus, como profissionais de saúde, segurança e limpeza pública.

A ideia, segundo Moreira, é garantir que mais recursos sejam enviados para o Sistema Único de Saúde. “A renúncia garantiria que os valores fossem repassados ao SUS, para sanar as consequências da crise: compra de testes, respiradores, máscaras, luvas e montagem de leitos de UTI”, explicou o presidente da FPA.

A medida valeria por 90 dias ou enquanto durar a pandemia e garantiria o repasse de cerca de R$ 12 bilhões à saúde pública.

Como ficaria?

O deputado sugeriu redução de 20% no salário para quem recebe acima de R$ 10 mil; e de 10% para vencimentos entre R$ 5 mil e R$ 10 mil. Aqueles que ganham até R$ 5 mil não teriam redução.

Sugestões

Verbas indenizatórias
• Redução (por 90 dias) de 50% das verbas indenizatórias da Câmara dos Deputados.

Redução parcial (por 90 dias) dos salários de:
• Todos os parlamentares e servidores da ativa dos legislativos do país;
• Todos os magistrados e servidores da ativa do Judiciário do país, incluindo Ministério Público;
• Todos os Ministros de Estado, Secretários Estaduais e Municipais, além dos servidores públicos da ativa dos executivos de todo o país, incluindo órgãos vinculados – estatais, autarquias, agências etc.
Estas reduções se dariam conforme faixas de remunerações descritas abaixo:
• Daqueles que ganham até R$ 5 mil/mês: sem qualquer redução;
• Daqueles que ganham entre R$ 5 mil e R$ 10 mil/mês: redução de 10% por 90 dias;
• Daqueles que ganham mais de R$ 10 mil/mês: redução de 20% por 90 dias

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorIndígenas paralisam balsas
Próximo artigoMagistrados home office

O LIVRE ADS