Produções de filmes da Amazônia Legal serão exibidas nesta quarta-feira no CineSesc

Filme mato-grossense também integra o circuito Amazônia das Artes e estreia nesta quarta-feira

Ella Nascimento e Álamo Facó são protagonistas de Maurício Pinto

Dentre os projetos do Sesc voltados à democratização do acesso à cultura e divulgação da produção fora do eixo, o Amazônia das Artes é um dos mais importantes. Grupos e artistas de alguns dos estados da Amazônia Legal, como Maranhão, Tocantins, Acre, Pará, Amapá, Amazonas, Rondônia e também Mato Grosso, estão representados na programação.

Nesta quarta-feira (8), a partir das 19 horas, no Cine Sesc, exibe curta-metragens em ficção e documental, que integram mostra especial que contará também, com a estreia de uma produção local. O mato-grossense Maurício Pinto foi selecionado para a 11ª edição do Amazônia das Artes e seu filme, Pandorga, será exibido na capital, pela primeira vez, integrado à programação.

A mediação da Mostra também fica a cargo do diretor de Pandorga.

Confira a programação:

PANDORGA

(Maurício Pinto, Mato Grosso, 2017, 17 min.)

Sinopse: Acompanhados de um envelope que guarda o futuro, um casal decide viajar numa estrada cheia de memórias e sentimentos. As reflexões e acontecimentos no caminho podem reconstruir sua história.

Gratuito | 16 anos

CARTA SOBRE O NOSSO LAR

(Rayane Penha, Amapá, 2017, 13 min.)

Sinopse: O documentário apresenta histórias de mulheres que moram e trabalham no Garimpo do Vila Nova, interior do estado do Amapá. Mostra as força e poder místico dessas mulheres que se materializam em suas realidades. Mulheres que resistem aos conflitos que fazem parte do universo do garimpo, trabalhadoras, mães, filhas, prostitutas, todas elas vivendo em um universo que parece paralelo ao resto do mundo, uma comunidade de garimpeiros com suas próprias leis e seus próprios comandos, onde enriquecer través do ouro é o único objetivo dos homens. O documentário mostra o cotidiano dessas mulheres através do olhar da diretora do filme que foi moradora da localidade.

Gratuito | 16 anos

MENINX

(Tarcisio Gabriel da Conceição Santos, Paraná, 2016, 20 min.)

Sinopse: Cris é um garoto transgênero que após ir a uma festa precisa lidar com escolhas difíceis que podem mudar sua vida para sempre.

Gratuito | 16 anos

METEMPSICOSE

(Italo Rocha / Marcelo Zuza, Acre, 2017, 2min28s.)

Sinopse: Em mundo devastado pelas mãos do homem, o guardião usa de seus encantamentos para manter a última fonte de vida no planeta. O ser humano se esquece que, ao prejudicar a natureza, responder agressivamente ao meio ambiente, é como se respondesse para ele mesmo e acabasse com a sua própria vida. A alma é imortal e quando a pessoa morre a alma, logicamente, deixa o corpo, e, em consequência disso, transmigra para outro corpo, e assim, sucessivamente.

Gratuito | 16 anos

ROMANA

(Helen Lopes, Tocantins, 2017, 24 min.)

Sinopse: O filme abre espaço para que Dona Romana, líder religiosa amplamente conhecida no Tocantins e no Brasil, nos conte sua história e mostre um pouco do seu mundo, fisicamente assentado na zona rural da cidade de Natividade, município mais antigo do estado do Tocantins e com história intimamente ligada à escravidão e às populações afrodescendentes. Sua casa é um templo único, provido de fantásticos, belos e enigmáticos desenhos e outros artefatos; obras de arte que falam de sua crença, visão de mundo e expressam sua relação com o transcendente. De seu quintal emergem grandiosas esculturas que ligam o mundo terreno a outros planos e dimensões, e falam de sua religiosidade, da natureza do planeta Terra e do futuro da humanidade.

Gratuito | 16 anos

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVisitantes do Pantanal poderão conhecer a maior Reserva Particular do Patrimônio Natural do Brasil
Próximo artigoTRE-MT realiza evento voltado a artistas e produtores culturais

O LIVRE ADS