Produção de grãos supera 250 milhões de toneladas nesta safra

Crédito da foto: Ministério da Agricultura

Apesar da redução de 1,8% em relação à safra passada, o resultado final traz alguns destaques, como a soja e o arroz. A informação está no 12º Levantamento da Safra de Grãos 2020/21 divulgado recentemente pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O volume estimado para a produção da safra nacional de grãos deve ser de 252,3 milhões de toneladas.

Atuando como ponto de equilíbrio para o desempenho dos grãos, a soja voltou a bater recorde de produção com quase 136 milhões de toneladas. Esse número está 8,9% acima da produção da safra 2019/20. O relatório da Conab pode ser considerado conclusivo porque faltam somente as colheitas de Roraima e Alagoas, que representam 0,1% da produção nacional, para dar números finais à produção de grãos desta safra.

Outra cultura que teve um desempenho positivo foi o arroz. A produção deve atingir 11,75 milhões de toneladas, 5% acima do volume apurado na safra passada. Desse total, 10,8 milhões de toneladas são cultivadas com irrigado e 921 mil toneladas em áreas de plantio de sequeiro.

Mesmo com a influência do clima na dinâmica de produção agrícola, é importante que os produtores rurais estejam cada vez mais equipados. Investir em tratores, colheitadeiras e insumos agrícolas pode ser uma boa alternativa para manter os bons resultados.

Além disso, a compra de fertilizantes é muito bem-vinda porque essas substâncias são responsáveis por fornecer nutrientes para o desenvolvimento das plantas via solo ou foliar e têm o objetivo de melhorar a produção nas plantações agrícolas.

A colheita da safra 2020/21 já está praticamente concluída no país. Alguns estados produtores até iniciaram as atividades para o plantio da safra 2021/22.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorImóveis de Arcanjo são leiloados pelo Ministério da Justiça
Próximo artigoCertificação ISO, destaca qualidade de gestão do cartório do pantanal