Procura-se Gilmar

Depois de deixar mandato, ex-deputado não é mais encontrado

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

A juíza Ana Cristina Silva Mendes, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, foi comunicada por um oficial de Justiça que o ex-deputado estadual Gilmar Fabris (PSD) não pode ser encontrado.

Ele precisava ser intimado para comparecer a uma audiência de instrução no dia 31 de julho, pois foi arrolado como testemunha de defesa em uma ação contra o bicheiro João Arcanjo Ribeiro, que está preso desde o dia 29 de maio, alvo da Operação Mantus.

No caso em questão, Fabris iria depor em ações resultantes da Operação Arca de Noé, deflagrada em 2002 para apurar crimes financeiros e contra a administração pública no âmbito da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Segundo o oficial de Justiça, nos autos somente consta que Fabris poderia ser encontrado na Assembleia Legislativa. Contudo, ele foi considerado inelegível, pela Lei da Ficha Limpa, e, embora tenha sido eleito no pleito de 2018, não pode assumir o posto.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.