Previdência continua em ‘pauta’

Deputados querem que MT tenha modelo federal

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre )

Deputados estaduais em Mato Grosso vão tentar mexer novamente na Lei da Previdência para subir o teto de isenção e aumentar o público que poderá ficar sob o guarda-chuva do regime especial. 

A intenção é que o modelo fique igual às regras para os servidores federais, de cobrança suspensa até R$ 6,4 mil para todos os aposentados e pensionistas. No caso pessoas com doenças raras, o teto chegaria a R$ 12,8 mil. 

A avaliação dos deputados, incluindo da base do governo de Mauro Mendes, é que as medidas aprovadas semanas passadas são provisórias e foi o que deu para negociar com o governador, sem risco de veto. 

Para a maioria, a contribuição previdenciária está em 14% a partir de um salário mínimo. O governo diz que a taxação geral é uma maneira de criar fundo para o déficit do serviço.

LEIA TAMBÉM:

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCovid: diário da vacina #65
Próximo artigoMercado financeiro eleva projeção da inflação para 6,88% este ano