Presidente do TRE projeta concluir apuração às 23h e critica fake news

Marcio Vidal prometeu desmembrar seções para agilizar votação no próximo pleito

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o desembargador Marcio Vidal, afirmou que a expectativa é concluir a totalização dos votos em Mato Grosso por volta das 23h deste domingo (7), se não houver problemas na transmissão dos dados do interior para a central do TRE instalada no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá.

Falhas no reconhecimento das digitais levaram a atraso em algumas seções. “Não esperávamos que o sistema falhasse, e ele falhou e, com isso, houve atraso na votação”, observou.

O magistrado citou ainda a dificuldade de alguns eleitores em votar em seis candidatos como motivo para atrasos. “Pessoas de certa idade têm mais dificuldade, por isso é bom levar uma cola. Isso aconteceu muito na área central de Cuiabá. Vamos desmembrar algumas seções nas próximas eleições para que demore menos”, afirmou.

Ele citou que duas urnas em Sinop e uma em Cuiabá apresentaram falhas e foram substituídas por outras urnas eletrônicas, logo no início da manhã. Nenhuma urna de lona foi usada no Estado.

“Sofremos muitos ataques de fake news, pessoas que nem sempre prezam pela verdade. Tivemos inúmeras denúncias falsas e a assessoria teve que agir rapidamente”, disse. O desembargador informou que as denúncias serão apreciadas no momento oportuno.

Segundo Vidal, o número de prisões, pouco mais de 30 em Cuiabá, foi dentro do esperado. Ainda não há balanço das prisões no interior. “Sempre há pessoas que se recusam a cumprir as regras”, observou.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorNininho, Allan Kardec e Cida do Camelô foram os que mais tiveram nomes envolvidos em irregularidades
Próximo artigoEleições 2018: Com 98% das urnas apuradas, Bolsonaro e Haddad vão para segundo turno

O LIVRE ADS