Presidente do Supremo crítica excessiva judicialização no Brasil

O ministro se mostrou preocupado com o número de processos que chegam todos os anos ao STF

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, alertou sobre o número excessivo de processos chegando à instância máxima do Poder Judiciário do Brasil. Para ele, o país corre risco de ficar muito judicializado e burocrático.

A declaração foi feita por Fux durante a palestra virtual “A importância do STF na manutenção da democracia brasileira”, na noite dessa segunda-feira (09).

No evento, o ministro classificou alertou que nem todos os processos deveriam chegar ao Supremo Tribunal Federal.

O ministro ainda reforçou que o problema é causado pela falta de decisões em arenas próprias de discussão.

“Se, eventualmente, determinado partido político perde a votação na arena própria, ele não tem o direito de provocar o Judiciário para tentar reverter aquela solução, mas é isso que tem ocorrido diuturnamente, através de um fenômeno cujo o próprio nome é equivocado, que é a judicialização da política. O Supremo não pode intervir na política. A política é necessária, e em um Estado Democrático de Direito a instância maior é o Parlamento.”

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPolícia procura homem que espancou e desfigurou rosto de companheira em MT
Próximo artigoAcordo de leniência: Caramuru Alimentos pagará R$ 15 milhões de multa ao Estado