Presidente da Câmara convoca reunião extraordinária para debater prisão de deputado

Deputado do PSL foi acusado de ameaçar o Supremo Tribunal Federal e acabou preso em flagrante

Foto: Ednilson Aguiar/O Livre

Recém eleito presidente da Câmara Federal, o deputado Arthur Lira (PP-AL) comentou a prisão do colega de parlamento Daniel Silveira (PSL-RJ). Pelo Twitter, Lira classificou o episódio como um momento de grande apreensão na política brasileira.

Silveira foi acusado de defender o AI-5 e ameaçar o Supremo Tribunal Federal, bem como o Estado democrático de Direito, segundo o autor do pedido de prisão, o ministro Alexandre de Moraes.

Arthur Lira disse que já havia sido comunicado sobre a prisão e afirmou que vai conduzir o episódio com serenidade e consciência.

“Nesta hora de grande apreensão, quero tranquilizar a todos e reiterar que irei conduzir o atual episódio com serenidade e consciência de minhas responsabilidades para com a Instituição e a Democracia”, escreveu o deputado.

Na manhã desta quarta-feira (17), o presidente publicou novamente no Twitter. Dessa vez, disse que vai convocar uma reunião para discutir o episódio e debater as medidas cabíveis ao ocorrido.

“Convoquei reunião extraordinária da Mesa para as 13h e, na sequência, Colégio de Líderes. Vamos, em conjunto, avaliar e discutir a prisão do deputado Daniel Silveira”, escreveu.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHomem atira acidentalmente no próprio peito com arma artesanal
Próximo artigoDetentos aproveitam saída para trabalhar e fogem em Cuiabá