Presidente da ALMT diz que apoia implantação de “passaporte sanitário”

Ao menos sete projetos a favor e contra a medida tramitam na Assembleia Legislativa e discutem liberdade individual

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Max Russi (PSB) disse nesta sexta-feira (8) que  apoiar os projetos de lei para a implantação do “passaporte sanitário” em Mato Grosso. Deputados estaduais em estão disputa sobre a legalidade da medida e ao menos sete propostas, a favor e contra, estão em tramitação. 

“Toda e qualquer medida que for para incentivar as pessoas a se vacinar e projetar as pessoas que tomaram as duas doses, eu vou apoiar. A gente está vendo que os números [de casos diários da covid-19] estão diminuindo. Para que não vacinar, para que dar oportunidade de o vírus avançar?”, disse. 

LEIAM TAMBÉM

A polêmica sobre o passaporte está em debate desde o ano passado. As propostas a favor da implantação vão de restrições no acesso a serviços públicos, previstos na Constituição Federal, à proibição de uso de transporte coletivo e à entrada em voo. 

As respostas dos opositores é que não existe no país a disponibilidade de vacina para cobrar o passaporte, além de atrito com o direito individual de ir e vir. Os projetos de inviabilidade buscam barrar o passaporte ainda sem a aprovação de uma lei estadual.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDespejos por falta de aluguel estão suspensos até o fim do ano
Próximo artigoTribunal condena dois por morte de taxista em Cuiabá