Prefeitura de Cuiabá suspende eventos para idosos, inaugurações e viagens

Servidores da prefeitura que tenham mais de 60 anos vão trabalhar de casa

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro assinou nesta segunda-feira (16) um decreto que institui ações de emergência do município contra o coronavírus.

O decreto 7839/2020 determina, entre outras medidas:

  • suspensão por 30 dias das atividades de Centro de Convivência de idosos;
  • suspender inauguração de obras públicas;
  • suspender férias e licenças de profissionais da secretaria municipal de saúde que tenham atividade fim;
  • inutilizar pontos eletrônicos nas repartições públicas (os registros serão feitos em folha de ponto);
  • suspender viagens de servidores públicos (exceto aquelas autorizadas por um comitê;
  • servidores acima de 60 anos deverão trabalhar no sistema home-office;
  • orientar a suspensão de eventos culturais, religiosos.

A suspensão das aulas na rede municipal ainda deve ser decidida. Já o governo do estado suspendeu as atividades da rede estadual.

Além das ações, o decreto instituiu a criação de um comitê para tratar de outras ações de combate à doença.

O comitê é formado pelo prefeito, secretário de saúde, secretário de educação, secretário de mobilidade urbana, defesa civil e outros membros.

Primeiro caso

O primeiro caso da doença no estado foi registrado nesta segunda-feira. O paciente é do sexo masculino, tem 48 anos, é morador de Cuiabá e chegou recentemente da Itália.

O paciente passou por exames e segue estável, sendo monitorizado em isolamento respiratório na unidade. No momento, estão sendo feitos outros exames para avaliar uma possível internação, seguindo os protocolos do Ministério da Saúde.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCoronavírus: Governo de MT suspende aulas nas escolas estaduais e eventos
Próximo artigoFiemt adia eventos e cria comitê de crise em apoio às indústrias