Prefeito suspende o expediente por causa de greve de caminhoneiros

O prefeito aproveitou o documento para destacar o que chamou de "legitimidade" do movimento

Como resultado do desabestecimento de combustíveis ocasionado pela greve dos caminhoneiros, o prefeito de Primavera do Leste (240 km de Cuiabá), Leonardo Tadeu Bortolin (PMDB), resolveu, via decreto municipal, suspender o expediente dos servidores da prefeitura nesta sexta-feira (25). 

“Fica decretado ponto facultativo, nas Repartições Públicas Municipais, o dia 25 de maio de 2018”, diz trecho do decreto. 

Mais do que isso, Bortolin aproveitou o documento para reconhecer o que chamou de “legitimidade” da paralisação. 

“Considerando o movimento nacional de paralisação dos trabalhadores do setor de transportes rodoviários; (…) considerando ainda a legitimidade do protesto realizado pela categoria”, prossegue trecho do decreto, pouco antes de anunciar os seus efeitos. 

Bortolin, porém, descartou o ponto facultativo para as secretarias de Educação e Esportes, que opera as escolas, e a Secretaria de Saúde, que toca os hospitais. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMerendeira da rede estadual de ensino participará de reality show
Próximo artigoANP flexibiliza regras para garantir combustível durante paralisação