Prefeito de Cáceres registra Boletim de Ocorrência afirmando ser vítima de “fake news”

Página “Prefeitura Municipal da Zoeira Cáceres-MT” publicava conteúdo satirizando prefeito e prefeitura municipal

A Prefeitura de Cáceres registrou um Boletim de Ocorrência contra uma página de humor do Facebook, intitulada Prefeitura Municipal da Zoeira “Cáceres-MT”, alegando que tanto o Executivo Municipal, quanto o prefeito de Cáceres, Francis Maris Cruz (PSDB), foram vítimas de “fake news”.

Após o registro, que ocorreu na última sexta-feira (31) pelo procurador do município, Bruno França, a página saiu do ar. Em algumas postagens antes da página ter sido desativadas ainda ironizavam a atitude da prefeitura em registrar o BO. Em outra postagem publicada na última quarta-feira (29), o prefeito aparece em uma montagem atrás de uma pilha de notas de dinheiro. No post, a página questiona para onde está indo o dinheiro dos impostos.

Ao LIVRE, o prefeito de Cáceres disse se tratar de uma página com conteúdo baseado em ofensas, calúnias, injúrias, fake news e montagens que denegriam sua honra. Francis ainda disse que espera que tanto os autores da página, quanto quem compartilhou o conteúdo seja responsabilizado pelo ato.

“As investigações vão passar para a Polícia Federal, já que crimes de internet são investigados por eles. E queremos a responsabilização tanto de quem montou a página, quanto de quem divulgou. Vamos pedir reparação, danos morais, enfim, vamos pedir o que é de direito, para ver se eles aprendem a respeitar as pessoas públicas”, disse Francis.

O prefeito também explicou que a ocorrência foi realizada pelo procurador do município, já que o nome da página faz alusão ao Executivo Municipal. Questionado sobre quem poderia ter criado a página de sátira, Francis afirmou que acredita ser seus opositores políticos e criticou a atitude.

“As pessoas perderam o senso da moral, dos bons costumes e do respeito”, finalizou o prefeito.

Anexo ao Boletim de Ocorrência, o procurador do município também levou cópias do conteúdo compartilhado pela página. Os autores ainda não foram identificados.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS