Prefeito comemora resultados da ETA Sul em Cuiabá

Com operações iniciadas em 2020, a ETA Sul distribuiu, em 16 meses, 31 bilhões de litros de águas, beneficiando diretamente 155 mil pessoas, em 86 bairros

(Foto: Assessoria)

“Cuiabá vive uma nova era no saneamento básico. Os números contam e a comunidade comprova”. A declaração do Prefeito Emanuel Pinheiro foi feita durante a inauguração da mais nova estação de tratamento de água do município.

Com operações iniciadas em 2020, a ETA Sul distribuiu, em 16 meses, 31 bilhões de litros de águas, beneficiando diretamente 155 mil pessoas, em 86 bairros. A visita oficial foi realizada nesta quinta-feira (17), em um evento que reuniu autoridades, imprensa e gestores da Águas Cuiabá, concessionária de saneamento do município.

A estação está localizada no Jardim dos Pinheiros e faz parte do Sistema Sul de Abastecimento de Água. Composto por 607 quilômetros de redes, uma unidade de captação, quatro reservatórios com capacidade de armazenar 18 milhões litros e pela ETA Sul, o sistema foi construído ao longo de 2019, sob o investimento de R$ 100 milhões.

“Graças a este empreendimento, vencemos o ano de 2020 garantindo abastecimento de água contínuo às famílias cuiabanas. Isso num período em que, além da pandemia, sofremos com a estiagem severa, a baixa no nível dos rios e as queimadas”, observou Pinheiro.

Quantidade e qualidade

Além de produzir o volume de água necessário ao abastecimento diário da cidade, a Águas Cuiabá, empresa da Iguá Saneamento, se dedicou a intensificar o controle de qualidade do produto. Foi instalado, na ETA Sul, um laboratório aparelhado para realizar análises físico-químicas e bacteriológicas, verificando desde as condições da água captada até a conformidade da que passou por tratamento.

“Faz parte da nossa rotina, ainda, coletar amostras da água distribuída em vários pontos da rede, percorrendo alternadamente os mais diferentes bairros atendidos pelo Sistema Sul, para garantir que a população receba um produto essencial da mais alta qualidade”, explica William Figueiredo, diretor geral da Águas Cuiabá.

O caminho da água

Durante a inauguração da obra, os profissionais responsáveis pelas operações da ETA Sul apresentaram a estrutura ao Prefeito Emanuel Pinheiro e explicaram seu funcionamento. O processo começa na unidade de captação de água bruta posicionada no Rio Cuiabá, há 1,3 km da estação de tratamento. Ao chegar na ETA, a água do rio Cuiabá vai direto para a Calha Parshall, onde recebe a dosagem de coagulante, em seguida passa pelos floculadores, decantadores e filtros. Ao final do processo de tratamento, recebe cloro e flúor. Por fim, ela é enviada para dois reservatórios com capacidade para 6 milhões de litros cada e, então, distribuída por meio de tubulações de grande porte (adutoras), redes de abastecimento e ramais domiciliares.

“Do rio até a torneira, o caminho é longo e complexo. O abastecimento de água tratada envolve grande número de profissionais e requer aprimoramento constante de tecnologias para manter a excelência na prestação deste serviço que é, de fato, essencial”, disse Figueiredo.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMuito além de massas, Serafina impacta com Festival de Drinks e DJ no final de semana
Próximo artigoPandemia: 1 a cada 4 crianças e adolescentes apresentam ansiedade e depressão