Prefeita reduz horário de funcionamento do comércio em VG

Lojas só vão poder funcionar das 8h até 18h; restaurantes e pizzarias poderão atender clientes das 11h às 14h30 e das 17h às 19h30

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

O comércio em Várzea Grande irá funcionar com novo horário a partir deste sábado (6). A prefeita Lucimar Campos (DEM) publicou mais um decreto reduzindo os horários de funcionamento de alguns segmentos.

A regra geral agora é que o comércio funcione das 8h da manhã até às 18h, com apenas 50% da capacidade de atendimento.

Há menos de 20 dias, o decreto anterior sobre o assunto permitia funcionamento entre as 6h da manhã até as 21h.

A prefeita justificou que a medida se faz necessária porque nos últimos dias aumentou muito a procura de pacientes por leitos de UTI em Mato Grosso, em razão da covid-19, e por isso,aumentar a redução do horário do comércio restringe a quantidade de pessoas circulando nas ruas, conforme publicado no novo decreto.

Alguns segmentos de venda de alimentos – padarias, supermercados, mercados, bares, lanchonetes, conveniências, distribuidoras de bebidas e comércio ambulante – só poderão funcionar com 30% da capacidade máxima de lotação, com horário entre 6h e 19h30.

Os restaurantes e as pizzarias poderão abrir das 11h até às 14h30, para almoço, e das 17h às 19h30 para o jantar. Nestes períodos os clientes poderão consumir no local. Depois deste horário somente pelo sistema delivery e drive thru.

Os cinemas e academias poderão continuar abertos mas, atendendo apenas 1/3 da capacidade máxima de lotação, com as regras de distanciamento e higienização.

No caso do shopping center da cidade, o atendimento poderá ocorrer das 10h às 20h, inclusive a praça de alimentação. O shopping popular só poderá funcionar das 9h até às 17h e com controle do fluxo de acesso.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMauro Mendes sanciona lei que cria delivery de remédios no SUS
Próximo artigoCompre sem experimentar

O LIVRE ADS