Pré-Enem Gold: contratados alegam ‘calote’ por parte da Seduc

Professores estão esperando desde janeiro o valor cair na conta

Os professores de Mato Grosso que atuaram no curso Pré-Enem Gold, realizado entre dezembro e janeiro do ano passado, afirmam que não receberam o pagamento pelos serviços, que incluíam as aulas e mentorias aos participantes, todos concorrentes do exame nacional de acesso às universidades do país.

Eles foram contratados pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e iriam receber 3 parcelas de R$ 1,1 mil por mês, a serem pagas no mês seguinte a realização do curso, porém até agora, nada caiu em conta.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público em Mato Grosso (Sintep), Valdeir Pereira, explica que a entidade já encaminhou um ofício à Seduc pedindo explicações sobre o atraso e também um cronograma de pagamento.

As aulas do Pré-Enem Gold foram oferecidas para os alunos do 3º ano da rede pública inscritos no Enem nas cidades de Cuiabá, Tangará da Serra, Rondonópolis e Sinop.

Também houve a gravação e configuração do conteúdo em teleaulas, transmitidas pela TV Assembleia.

O que Seduc tem a dizer sobre isso?

O secretário de Estado de Educação, Allan Porto, informou que o pagamento dos professores ainda não foi realizado por questões burocráticas, mas que estas já foram sanadas. Segundo ele, os pagamentos serão efetuados no dia 14 de maio.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVinte e dois policiais e ex-policiais são alvos de operação do Gaeco; veja lista
Próximo artigoHomem é preso por se passar por funcionário de banco para pegar cartões em Cuiabá