Pouco espaço para consulta

Presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM) disse que plesbicito sobre modais prolongará polêmica

Ednilson Aguiar/ O Livre

A criação de um plesbicito na Assembleia Legislativa para definir a troca de veículos de transporte, VLT pelo BRT, em Cuiabá e Várzea Grande tem pouco espaço. O deputado Eduardo Botelho (DEM) disse esta semana que a consulta nessa altura atrasará mais o início do projeto do governo do Estado. 

Segundo ele, o prolongamento da polêmica é o principal fator contra o plesbicito. Se for instalado, o andamento do cronograma do governo terá que ser suspenso. 

“Eu não vejo como uma boa alternativa. Se quisermos que alguma coisa saia já este ano, precisamos acatar esse projeto do BRT do governo que está tudo correto. Senão, essa polêmica vai mais longe”, disse. 

O plesbicito que ainda não começou a ser articulado levaria até 90 dias somente para regulamentação pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) e mais o prazo de debate entre prós e contras.   

A oposição do governo ainda precisa enfrentar a massiva base de 21 deputados.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGuarda Municipal realiza campanha para coibir ruídos sonoros produzidos por motocicletas
Próximo artigoMato Grosso inicia distribuição da segunda dose da vacina na segunda-feira (08)