Policial saindo de serviço impede ladrão de fugir com carro roubado

O caso aconteceu nessa terça-feira no Bairro Despraiado, em Cuiabá

Imagem Ilustrativa (Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

Um soldado da Polícia Militar de 28 anos, que estava saindo do serviço, conseguiu impedir um ladrão de fugir com um carro roubado nessa terça-feira (13) e recuperou o veículo para a vítima. O caso aconteceu no Bairro Despraiado, em Cuiabá.

A Polícia Militar foi acionada, a princípio, para atender uma ocorrência de roubo de veículo, em que dois ladrões em uma motocicleta preta haviam parado em frente a um HRV cinza, um deles armado, abordado a motorista, de 48 anos, e fugido levando o veículo em direção ao Bairro Jardim Bom Clima.

Equipes da PM foram em direção ao local e, em seguida, receberam a informação de que havia acontecido uma troca de tiros e que o veículo roubado haviam sido abandonado na Rua Minuano, do bairro Jardim Bom Clima.

Perseguição

Ao chegar no local, os policiais encontraram um soldado da PM, que contou que estava passando pelo Bairro Despraiado quando seu carro foi batido pelo veículo roubado.

Ele pediu que o motorista parasse e o ladrão, que estava no volante, fugiu em alta velocidade. O policial foi atrás do veículo e entrou em contato com o Ciosp informando sobre a perseguição.

Quando se aproximou novamente do veículo e tentou pará-lo, o ladrão jogou o carro para cima dele, que tentou atirar no pneu do HRV. O suspeito, no entanto, fugiu novamente.

O policial seguiu perseguindo o ladrão até que ele bateu em um Ford Ka preto, que ficou com a roda dianteira danificada. O criminoso, então, abandonou o veículo, pegou carona com um comparsa em uma motocicleta e fugiu.

A Polícia Militar fez rondas em busca dos suspeitos, mas eles não foram localizados.

A vítima do roubo chegou logo em seguida no local e o carro foi entregue a ela. O veículo precisou ser guinchado devido ao estado em que ficou.

O caso foi registrado como roubo e danos materiais.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFiocruz mantém recomendação para intervalo de 90 dias entre doses
Próximo artigoBolsonaro cancela agenda por questões de saúde