Policial reage a assalto, atinge bandido, mas ele e amigo também acabam baleados

O militar e o amigo ainda conseguiram fugir e pedir socorro médico no Pronto-Socorro de Várzea Grande

Ilustrativa / Foto: Ednilson Aguiar/O Livre

Um policial militar de 29 anos reagiu a um assalto nessa terça-feira (18), trocou tiros com os bandidos, atingiu um deles, mas ele e um amigo também acabaram baleados.

O caso aconteceu no Bairro Mangabeira, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), por volta das 20 horas.

O militar estava acompanhando o amigo, de 30 anos, no trabalho de manutenção e instalação de segurança eletrônica, quando ambos sofreram a tentativa de roubo.

Um dos suspeitos atirou nas vítimas e o policial, que estava armado, revidou. Em meio à troca de tiros, o policial e o amigo conseguiram fugir do local e ir para o Pronto-Socorro de Várzea Grande, onde receberam atendimento médico.

Enquanto eles iam para o hospital, a Polícia Militar foi acionada no local do crime e encontrou uma grande aglomeração de pessoas, inclusive profissionais da imprensa.

Moradores então contaram terem ouvido os tiros e os policiais encontraram cápsulas de projéteis deflagrados caídos no chão e um celular.

Enquanto eles analisavam a cena do crime, uma moradora os chamou e disse ter encontrado uma pessoa baleada e pedindo ajuda.

O homem, de 29 anos, estava em meio a um matagal. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e prestou socorro ao ferido, que era um dos suspeitos do assalto.

Nesse momento, a equipe que atendia a ocorrência foi informada de que dois homens haviam dado entrada no Pronto-Socorro vítimas de tiros também. Só então souberam que uma das vítimas do caso era policial e este contou o que havia acontecido.

O carro das vítimas ficou com marcas dos tiros. A arma do policial foi entregue para passar por perícia.

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) não compareceu ao local devido ao fato de a cena do crime ter ficado comprometida por ter sido mexida.

O caso foi registrado como tentativa de roubo seguido de morte.

Nessa quarta-feira (19) a polícia ainda descobriu que o suspeito preso se passou pelo irmão, de 23 anos, pois tinha mandado de prisão em aberto em seu nome pela Justiça do Tocantins.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPantanal: Mendes diz que Sema tem tecnologia para identificar origem de incêndios
Próximo artigoInternação para covid cai 50%