Policiais salvam reféns de assalto violento, matam um ladrão e deixam outro ferido

Caso aconteceu em um mercado em Rondonópolis; ladrões apontaram armas para policiais

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Uma equipe da Polícia militar agiu rápido em reação a um roubo a um mercado no Bairro Parque Universitário, em Rondonópolis (220 km de Cuiabá), nessa sexta-feira (16), e conseguiu salvar os reféns. Durante a ação, um ladrão acabou morto e outro ficou ferido.

A Polícia Militar foi acionada enquanto o roubo ainda estava em andamento. Uma equipe foi imediatamente ao local e começou a ação de resgate aos reféns.

Uma cabo da PM ficou fazendo a segurança externa do estabelecimento, enquanto dois sargentos e um cabo iniciaram a entrada ao local.

O primeiro ladrão foi encontrado rapidamente e, ao ver os policiais, reagiu apontando uma arma para a equipe, que se defendeu atirando até que o suspeito soltasse a arma.

Enquanto este reagia, o comparsa tentou correr para os fundos do mercado. Assim que o primeiro cessou a reação, os policiais foram em busca do segundo e o encontraram agachado próximo a uma prateleira.

Ele também pegou uma arma para apontou para os policiais, que reagiram atirando até ele soltá-la.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e socorreu os suspeitos. Um deles, de 25 anos, ficou internado no Hospital Regional. O outro não resistiu aos ferimentos, morreu no local e ainda não foi identificado.

O de 25 anos foi identificado porque estava com um alvará de soltura do regime semiaberto.

Após a ação dos policiais, as três vítimas contaram que os ladrões chegaram no local muito agressivos, com as armas nas mãos e as agrediram muito. Uma das vítimas, um jovem de 19 anos, ficou com ferimentos na cabeça e nas costas, devido a diversas coronhadas que recebeu dos criminosos.

Segundo a Polícia Militar, a dupla também havia cometido outros roubos na cidade, que foram gravados por câmeras de segurança dos locais.

As armas dos acusados e dos policiais foram apreendias para passar por perícia. O caso foi registrado como lesão corporal e morte por intervenção de agente do Estado.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSucesso científico e desenvolvimento econômico
Próximo artigoFilho denuncia a própria mãe ao descobrir que ela furtou seu auxílio emergencial