Polícia vai cumprir mandado de busca por furto e salva 6 cães e 8 aves de maus-tratos

Juiz de Araputanga determinou que os animais ganhassem novos lares provisórios

(Foto: Assessoria)

A intenção era cumprir um mandado de busca de apreensão relacionado a um crime de furto e posse ilegal de arma de fogo, mas chegando ao local, a Polícia Militar de Mato Grosso acabou se vendo na obrigação de salvar seis cães e oito aves.

Os animais eram vítimas de maus-tratos e foram resgatados da casa em que viviam, em Araputanga (345 km de Cuiabá).

Por ordem do juiz Renato José de Almeida Costa Filho, foram transferidos para lares de tutores temporários, bem longe dali, em Cáceres (225 km da Capital).

De acordo com informações do Poder Judiciário de Mato Grosso, os dois pinschers, dois pit bulls e dois cachorros da raça americano, além das oito galinhas das raças garnisés e índio estavam infestados de carrapatos e, aparentemente, passando sede e fome.

Além da fome e sede, os cães estavam todos doentes (Foto: Assessoria)

Na decisão que determinou o resgate deles, o juiz destacou o estado de “pele e osso” e a aparência “abatida”.

O veterinário que os recebeu os bichos, levados pela Polícia Militar (Canilfron), constatou que, no caso dos cães, todos presentavam quadro clínico de erliquiose – popularmente conhecida como doença do carrapato.

Além disso, um apresentava suspeita de insuficiência renal e uma pit bull fêmea estava com mioclonia de cinomose e tumor venéreo transmissível (TVT).

A Associação Ajuda aos Animais de Cáceres (AAAC), através da associada Vivyane de Andrade Bicudo, foi nomeada tutora dos seis cachorros. Já as aves ficaram sob os cuidados da tutora Débora Natália Barbosa de Medeiros, também moradora do município.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.