Polícia prende um homem e recupera carga de soja avaliada em R$ 300 mil

Suspeito é integrante de uma associação criminosa envolvida em desvios de cargas no estado de Mato Grosso

Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil, por meio da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Rondonópolis (220 km ao Sul de Cuiabá), prendeu em flagrante nessa terça-feira (13) mais um integrante de uma associação criminosa envolvida em desvios de cargas no estado de Mato Grosso.

A ação resultou na recuperação de uma carga de aproximadamente 85 toneladas de soja desviada e avaliada em R$ 300 mil, além da apreensão de um trator, uma motocicleta e uma caminhonete utilizados na atividade ilícita.

As diligências iniciaram na segunda-feira (12) após os policiais da GCCO receberem informações anônimas sobre um caminhão com uma carga de soja que estava em posto de combustível em Rondonópolis e que seria levado para o Distrito Industrial do município, para tratativa do destino do carregamento.

Com base nas informações, os policiais da GCCO  passaram a monitorar a movimentação no posto de combustível, ocasião em que viram alguns suspeitos chegando ao estabelecimento em duas caminhonetes e em um veículo Jeep Renegade.

Em determinado momento, um dos suspeitos entrou no caminhão e seguiu até o local indicado entrando com a carreta em um barracão. Os investigadores mantiveram vigilância do local e na manhã desta terça-feira (13) decidiram entrar no galpão, onde encontraram a carga de soja no chão (forma característica de desvio de carga), além de uma pá carregadeira e outros objetos.

Questionado, o suspeito que estava no local disse que faz negócio com dois suspeitos (pai e filho) que têm a função de mandar a carga desviada para ele, e ainda mencionou uma terceira pessoa que seria responsável pela nota fiscal.

No escritório do suspeito, os policiais encontraram uma pistola .40 com dois carregadores, um com oito e outro com seis munições. No interior da caminhonete, foi apreendida uma maleta com mais dois carregadores de pistolas .380, com 17 munições.

No local, foram encontrados mais três suspeitos, entre eles o responsável por descarregar os caminhões de soja, e outras duas que disseram estar no local para ver uma máquina de soja. Segundo o responsável pelo barracão, a carga avaliada em torno de R$ 300 mil foi comprada por R$ 160 mil e seria negociada.

Diante das evidências, o responsável pelo barracão e pela carga foi conduzida à Derf Rondonópolis, onde, após ser interrogado pelo delegado João Paulo Praisner, foi autuado em flagrante por receptação, posse ilegal de arma de fogo e organização criminosa.

O inquérito policial será encaminhado para GCCO que dará continuidade às investigações com objetivo de desarticular a associação criminosa.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSupremo decide hoje se confirma a abertura da “CPI da Covid”
Próximo artigoMinistério da Saúde diz que 17 mil estão sem a 2ª dose da CoronaVac em MT