Polícia prende dupla de mulheres após uma série de roubos em um único dia

Elas tentaram assaltar uma farmácia e depois seguiram para o shopping, onde fizeram um "arrastão" pelas lojas

Imagem Ilustrativa (Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Uma de mulheres acabou presa no fim da tarde deste sábado (30) depois de furtarem produtos de, pelo menos, quatro lojas do Várzea Grande Shopping – localizado na região metropolitana de Cuiabá.

A dupla, de 33 e 21 anos de idade, já tinha passagem pela polícia pelos crimes de furto e tráfico de drogas e, horas antes, haviam tentado assaltar uma farmácia na mesma região.

Elas foram identificadas como as autoras deste segundo crime pela motocicleta que tentaram usar para fugir do shopping. O veículo acabou apreendido.

A Polícia chegou às ladras quando a funcionária de uma das lojas roubadas suspeitou da situação e acionou a segurança do próprio shopping. As mulheres foram detidas quando já se preparavam para sair do conglomerado.

A funcionária que fez a denúncia constatou pelas câmeras de segurança que as mulheres pegavam peças de roupa e colocavam dentro de uma sacola de presente.

Quando elas ainda estavam detidas pelos seguranças, funcionários de outras duas lojas chegaram e reconheceram objetos que tinham sido subtraídos de seus locais de trabalho.

Uma mulher que trabalha na quarta loja furtada chegou a ir até a delegacia, onde também reconheceu uma bolsa, que ainda estava com a etiqueta de preço e identificação em seu interior.

No total, as mulheres tentaram levar do shopping duas bolsas, seis peças de roupa, quatro bonecas e até dois pacotes de máscaras descartáveis. Isso sem contar as sacolas de presente, onde elas estavam escondendo os objetos.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDividas após a morte: o que a família precisa ou não pagar?
Próximo artigoFumantes são os mais vulneráveis ao novo coronavírus, afirma especialista

O LIVRE ADS