Polícia indicia Antenor Figueiredo por peculato e fraude em licitação

Antenor Figueiredo foi exonerado do cargo após ser alvo de suspeitas de corrupção na compra de semáforos

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O ex-secretário de Mobilidade Urbana, Antenor Figueiredo, foi indiciado por crimes de peculato e fraude à licitação no inquérito da Polícia Civil que investiga um suposto esquema de corrupção na compra de semáforos inteligentes pela Prefeitura de Cuiabá.

Isso significa dizer que o ex-secretário é suspeito de participação nestes crimes. Com o encerramento do inquérito, caberá ao Ministério Público Estadual (MPE) oferecer ou não denúncia ao poder Judiciário.

Por determinação da Justiça, Antenor Figueiredo foi afastado do cargo no dia 5 de maio, em um dos desdobramentos da Operação Sinal Vermelho, deflagrada pela Delegacia Especializada de Combate à Corrupção (Deccor). No entanto, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) decidiu exonerá-lo.

Suposto desvio de R$ 533 mil

De acordo com as investigações, o ex-secretário é suspeito de desviar até R$ 533 mil de um contrato de R$ 15,4 milhões firmado pela Secretaria de Mobilidade Urbana com a empresa Semex  para a instalação de “semáforos inteligentes” em Cuiabá.

A operação policial tem origem a partir de uma auditoria do Tribunal de Contas do Estado (TCE) no contrato.

No rol de irregularidades foi identificado que o sistema de semáforos inteligentes não funciona em Cuiabá.

Isso ocorre porque a contratação é baseada em um sistema de transporte inexistente em Cuiabá: o BRT (ônibus de trânsito rápido).

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEx-secretário e técnico de estoque de medicamento serão ouvidos por CPI em Cuiabá
Próximo artigoBandidos clonam celular de Emanuel Pinheiro