Polícia cumpre mandados contra adolescentes que ameaçaram escolas

Um estudante da rede pública de ensino e outro da rede particular tiveram computadores, celulares e tablets apreendidos

A Delegacia Especializada do Adolescente (DEA) cumpriu dois mandados de busca e apreensão na manhã desta quarta-feira (17) nas casas dos pais de dois estudantes que teriam feito ameaças de ataques a escolas em Cuiabá. Um deles estudava na rede pública de ensino, outro na particular.

Os mandados foram autorizados pelo Juizado da Infância e Juventude, juiz Jorge Alexandre Martins Ferreira, com anuência da Promotoria da Infância e Juventude, promotor Rogério Bravin. O objetivo era apreender armas ou produtos eletrônicos possivelmente usados para produção e envio de imagens de ameaça que circularam em redes sociais.

Foram apreendidos computadores, celulares e tabletes, que serão periciados para extração de imagens e conteúdos de áudios e textos, que serão usados como provas nas investigações.

Um dos alvos foi a residência dos pais de um ex-aluno de um colégio tradicional da Capital. As imagens com conteúdo ameaçador divulgadas por ele  nesta semana deixaram muitos pais, professores e alunos amedrontados com um possível ataque na escola particular.

Também foi cumprida busca na casa dos pais de outro menor, que teria proferido ameaças em redes sociais contra uma escola pública, no bairro Porto, em Cuiabá.

Brincadeira de mau gosto

No domingo (14), fotos que circularam em vários grupos do Whatsapp mobilizaram as forças de segurança. Nelas, um menor com uma arma em punho fazia ameaça à escola em que estudava. Os pais dele gravaram vídeo se retratando à sociedade, afirmando que tudo não passava de uma “brincadeira de mau gosto”.

Para a Polícia Civil e a Secretaria de Segurança Pública, entretanto, os fatos devem ser tratados com seriedade e medidas estão sendo tomadas, no sentido de evitar a mobilização desnecessárias desse tipo de ocorrências. Os autores devem ser responsabilizados.

A arma (que seria airsoft, um tipo de réplica de arma usada em esporte), que aparece com o adolescente foi entregue pelo pai na Delegacia, quando ouvidos na segunda-feira (14).

O adolescente responde em ato infracional de ameaça e os pais também serão responsabilizados, em conformidade com o Estatuto da Criança e do Adolescente, além de eventuais prejuízos financeiros que poderão ser cobrados pelo Estado.

*Com assessoria

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMauro Mendes acusa OSS de desviar dinheiro de hospitais regionais
Próximo artigoExcesso de chuva eleva preço da melancia e da abobrinha em Cuiabá