Polícia Civil não descarta envolvimento de diretores da PCE e militares com o crime organizado

De acordo com investigação, presos em operação se reuniram após entrega de freezer com celulares na sala da diretoria; delegado acredita não se tratar de caso isolado

A Polícia Civil de Mato Grosso acredita que o envolvimento entre policiais, diretores da Penitenciária Central do Estado (PCE) e membros do Comando Vermelho, presos na Operação Assepsia deflagrada na manhã desta terça-feira (18), em Cuiabá, não se trata de um caso isolado.

Os três policiais tinham acesso livre à PCE, segundo o delegado responsável pelas investigações, Frederico Murta. “Essa relação entre os servidores da penitenciária e desses militares que hoje foram alvos dessa ação já se desenrolava por um tempo. Eles já tinham esse acesso ali há algum tempo. Não foi uma conduta isolada”, afirmou o delegado, durante coletiva sobre a investigação.

A investigação da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) apontou que, além dos 86 aparelhos celulares, o freezer que o grupo teria tentado entregar na PCE também continha chips, carregadores e duas facas.

Durante as buscas realizadas na manhã de hoje, policiais encontraram outros celulares nas celas dos dois presos na operação, Paulo Cesar da Silva – vulgo Petróleo – e Luciano Mariano da Silva – vulgo Marreta, ambos supostamente integrantes da facção criminosa Comando Vermelho.

Entenda o caso

Sete pessoas foram presas na manhã desta terça-feira na Operação Assespsia, que investiga a entrada de aparelhos celulares em unidades prisionais de Mato Grosso.

Por volta das 13h do dia 6 de junho, um freezer com 86 celulares foi entregue em uma caminhonete preta na PCE, segundo o GCCO de propriedade do preso “Marreta”. Cerca de 40 minutos após a entrega, três policiais militares foram à penitenciária e se reuniram com os diretores e com o preso que receberia o eletrodoméstico.

Eles ficaram em reunião durante uma hora. Ainda não há informações sobre o que teria sido tratado na reunião. No entanto, toda a movimentação foi flagrada pelas câmeras de segurança da unidade.

Confira a lista dos envolvidos na operação, de acordo com a Polícia Civil:

Revetrio Francisco da Costa – diretor da PCE
Reginaldo Alves dos Santos – sub-diretor da PCE
Cleber de Souza Ferreira – Ten. PM – 3º BPM
Ricardo de Souza Carvalhaes de Oliveira – Sub Ten. PM – Rotam
Denizel Moreira dos Santos Jr. – Cb. PM – Rotam
Paulo Cesar da Silva – vulgo “Petróleo” – Preso – Comando Vermelho
Luciano Mariano da Silva – vulgo “Marreta” – Preso – Comando Vermelho

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMissão Salesiana completa 125 anos em MT
Próximo artigoComeçam as gravações da segunda temporada de The Umbrella Academy na Netflix