Polícia Civil descarta atentado contra Joice Hasselmann

De acordo com a investigação, não há elementos capazes de comprovar que os ferimentos foram feitos por terceiros

(Foto: Reprodução)

A Polícia Civil do Distrito Federal descartou a possibilidade de a deputada federal Joice Hasselmann ter sofrido um atentado. De acordo com um inquérito divulgado nesta sexta-feira (13), o apartamento da parlamentar não foi invadido.

O caso ganhou notoriedade após a parlamentar divulgar que, na madrugada de 18 de julho, ela acordou com hematomas em várias partes do corpo e deitada sobre poças de sangue no chão do apartamento onde mora, na capital federal, mas não se lembrava de nada.

A deputada levantou a hipótese de ter sofrido um atentado contra sua vida, mas a versão agora é descartada pela polícia civil.

Investigação

A investigação foi conduzida por agentes da 2ª Delegacia de Polícia da PC-DF. Os policiais concluíram que não há elementos capazes de comprovar prática de violência doméstica, atentado ou agressão por parte de terceiros.

O inquérito foi encaminhado ao Judiciário e ao Ministério Público.

Hipótese aceita

Ainda de acordo com a polícia, a deputada poderia estar sob efeito de medicações quando caiu uma ou mais vezes no chão por estar sedada.

Dessa forma, a parlamentar teria se ferido, mas não teria lembranças do acidente por causa da medicação.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorKora estreia na B3
Próximo artigoEx-deputada Flordelis é presa no Rio de Janeiro